CANTINHO DO CÉU

CANTINHO DO CÉU
CANTINHO DO CÉU

PMDB

PMDB
PMDB

DJ

DJ
ANGEL RIBEIRO

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

MAIS UMA IMPRUDÊNCIA NO TRANSITO DE PAIÇANDU

Ontem por volta das 19;20 aconteceu um acidente na Av. Ivai n. 1990  enfrente o posto de combustível. Este caminhão que faz parte do descarregamento de combustível no posto, foi sair para entrando na Av. Ivai, não percebeu o veiculo Monza que seguia no sentido bairro centro, o condutor do automóvel  fez de tudo para evitar colisão mas  não teve exito, mesmo fazendo uma frenagem brusca veio a colidir com o caminhão. O motorista ERALCO MARTINS FONSECA de 35 anos ficou ferido e precisou do socorro do corpo de bombeiros e foi encaminhado para hospitais de Maringá o passageiro nada sofreu. Fonte Blog Perna

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

CONVIDADO PELO PRESIDENTE DA CÂMARA CARLOS MARTINS, PREFEITO TARCÍSIO FAZ ESPLANADO SOBRE 2015 E 2016

Tarcísio Marques, ladeado por Nezão e Carlos Martins
Ontem 02 de Fevereiro o presidente da Câmara Carlos Martins, durante a primeira sessão do ano do Legislativo, recebeu na Câmara Municipal o prefeito Tarcísio Marques dos Reis. A finalidade foi solicitar do chefe do executivo municipal que fizesse um esplanado sobre o ano de 2015 e como ficam os projetos para 2016. Carlos Martins colocou o Legislativo a disposição do prefeito e disse que fortalecer o elo entre Câmara e prefeitura é fundamental para o desenvolvimento de Paiçandu.O prefeito foi enfático e disse que 2015 foi um ano difícil não somente para as prefeituras mas para a economia brasileira, e os projetos que estavam sendo preparados para Paiçandu dentro das possibilidades receberam toda atenção. Em 2016 que é ano de eleição sabemos que não diferente, mas temos várias emendas para serem liberadas que com certeza irão ajudar nossa cidade. Finalizou Tarcísio Marques dos Reis. O presidente da Câmara Carlos Martins, agradeceu o prefeito por ter aceitado o convite e finalizou dizendo que espera que este ano seja positivo para o município. Durante a primeira sessão do ano também foram apresentados trabalhos importantes no Legislativo Municipal. 

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

GOVERNO FEDERAL ASSEGURA 493 MIL PARA PAVIMENTAÇÃO EM PAIÇANDU

Recurso articulado pelo deputado federal Zeca Dirceu será usado no recapeamento de vias urbanas

Paiçandu acaba de garantir junto ao Governo Federal R$ 493,1 mil para recapeamento de vias urbanas. O recurso empenhado pelo Ministério das Cidades foi articulado pelo deputado federal, Zeca Dirceu. A obra está orçada em R$ 499,5 mil. O recurso que agora está garantido no orçamento do Governo Federal, em breve, deve ser pago ao município. O prefeito do município, Tarcísio Reis, agradeceu o apoio do deputado Zeca. “O Zeca é mais que um parceiro de Paiçandu, é um amigo da nossa cidade. Esse investimento é resultado de uma luta nossa junto ao Governo Federal e que agora está garantido como o esperado. Com certeza só temos a ganhar com o apoio dele”, enfatizou. O deputado Zeca Dirceu destacou o compromisso federal com os paranaenses. “Essa garantia de investimento para a cidade é mais uma prova do compromisso do Governo Federal com Paiçandu e com os paranaenses. Essa notícia me deixa motivado a continuar buscando sempre mais pela cidade que pode continuar contando comigo”, disse Zeca.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

EX PREFEITO É CONDENADO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

Justiça condena Gianoto e mais 9 por improbidade na avaliação de imóveis no Novo Centro Publicado em 29 de janeiro de 2016 às 09h48 e atualizado em 29 de janeiro de 2016 por Ângelo Rigon Em decisão publicada na última quarta feira, o juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá condenou por improbidade administrativa o ex-prefeito Jairo Gianoto, a Engedelp Construções Civis e Incorporações Ltda. e outras oito pessoas, entre elas servidores municipais e conhecidos imobiliaristas locais, por terem causado prejuízo ao erário na avaliação incorreta de dois imóveis na avenida Horácio Raccanello, no Novo Centro. O prejuízo foi avaliado em mais de R$ 1 milhão. Todos os réus tiveram os bens bloqueados pela justiça, os direitos políticos suspensos e a construtora estão impedidos de contratar com o poder público por cinco anos. Todos deverão ressarcir os cofres públicos e pagar multa civil. A denúncia ao Ministério Público partiu do ex-vereador e ex¬ ouvidor municipal Euclides Zago Alexandre da Silva. Em outubro de 1999 a construtora, através de seu representante Ademir Del Pintor, requereu ao então prefeito que fossem cedidos dois imóveis para quitação de créditos que a empresa possuía junto ao município. A câmara municipal aprovou projeto de lei neste sentido e uma comissão avaliou os terrenos. A dação em pagamento firmada entre a Engedelp e o município foi avaliada em R$ 939.811,80, segundo o MP, embora os imóveis, que pertenciam à Urbamar (hoje em processo de extinção), tenham sido repassados ao município em agosto do mesmo ano pelo valor de R$ 2.863.105,76. A ação, ajuizada em 2001 pela Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, tramitou inicialmente da 1ª Vara Cível, teve realização de perícia, mas o juízo julgou improcedentes os pedidos feitos pelo MP. 01/02/2016 Justiça condena Gianoto e mais 9 por improbidade na avaliação de imóveis no Novo Centro.  Na apelação ao Tribunal de Justiça, em 2009, a sentença foi declarada nula e determinada a produção de novo laudo pericial, que mostrou que os imóveis de matrículas n. 59.692 e 59.693 do 1º Ofício de Registro de Maringá teriam sido subavaliados por R$ 160,00 o metro quadrado quando à época os imóveis ao redor estariam cotados em R$ 300,00/m². O juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública considerou, na sentença, que os integrantes da comissão especial de avaliação foram negligentes, desidiosos e displicentes e que a decisão do grupo “ultrapassou a mera irregularidade ou equívoco, já que efetivamente deu causa a um grande prejuízo aos cofres municipais”. A comissão foi composta pelos servidores Antônio Mariani, Antônio Pascoal Lorencete e Vivien Deantoni Jorge e pelos imobiliaristas George Anis El Khouri (falecido), Silvio Saiti Iwata e Nelson Barbosa. O ex-prefeito Jairo Gianoto, os proprietários da Engedelp, Ademir e Odair Del Pintor, e os seis integrantes da comissão foram condenados por improbidade ao ressarcimento integral do ano, tiveram os direitos políticos suspensos por cinco anos e deverão pagar multa civil correspondente a uma vez o valor do dano. Assim como eles, a Engedelp Construções Civis e Incorporações Ltda. (que construiu a milionária ciclovia da avenida Mandacaru na gestão Silvio Barros II) foi condenada por improbidade administrativa, consubstanciada em enriquecimento ilícito em detrimento do erário, devendo ressarcir integralmente o dano, além da suspensão de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, diretamente, pelo prazo de cinco anos, e o pagamento de multa civil. Com esta decisão, aumenta o número de maringaenses que estão com os bens indisponibilizados pela justiça em virtude de improbidade administrativa. Também o prefeito Carlos Roberto Pupin (PP), o ex-prefeito Silvio Barros (sem partido) e os secretários municipais Fernando Camargo (SBMG), Luiz Carlos Manzato (chefe de Gabinete) e Laércio Barbão (Planejamento) estão com os bens indisponíveis, no caso do Sistema Pri de Engenharia, além de, novamente, Camargo, Manzato, Olga Belai e o espólio de Luiz Turchiari Júnior, por causa do caso Urbamar. No último dia 22 o blog havia postado notícia a respeito do andamento do processo. Fonte Ângelo Rigon  

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

"AGORA É VAL" PDT SURPREENDE E APRESENTA UM NOVO PROJETO PARA PAIÇANDU

Val, pré candidato do PDT
Agora é oficial, o PDT de Paiçandu oficializou ontem a noite o nome do servidor publico e professor Valdecir Magalhães como pré candidato a prefeito de Paiçandu, pelo PDT Partido Democrático Trabalhista, após ter seu nome aprovado pelo ex Senador Osmar Dias, presidente do PDT Estadual. Val é funcionário publico de carreira a 22 anos. Nascido em Paiçandu, Val foi apontado pelo partido como a renovação que o município precisa. " Vamos apresentar um novo projeto politico social para nossa cidade. Sei dos obstáculos a minha frente, mas estou preparado para essa luta, que é resgatar nosso município a cidade onde nasci." Disse Valdecir Magalhães. O presidente do PDT de Paiçandu, vereador e presidente da Câmara Carlos Martins, disse que estava aguardando uma decisão do partido estadual, para que pudesse se manifestar sobre o assunto. O PDT terá candidato próprio esse ano, isso é uma decisão estadual que o diretório municipal esta acatando e o nosso compromisso com toda certeza é apresentar o melhor para nossa população. E hoje o Val é exatamente o que Paiçandu precisa. Uma pessoa arrojada, que conhece o sistema publico, inovador, e preparado. Enaltece Carlos Martins, sobre a pré candidatura de Val pelo PDT.

Val com Carlos Martins presidente do PDT
video

DUPLA ACUSADA DE CRIME BÁRBARO EM SARANDI FOI APRESENTADA NESTA SEGUNDA FEIRA

(Animais)
Foram apresentados na manhã desta segunda feira (25) os dois acusados de estuprar uma menina de 11 anos, matar a tia dela, de 31 anos e agredir a avó em Sarandi, na região metropolitana de Maringá, na última quinta feira (21). Igor Rudson de Souza Matos, de 26 anos, e Pedro Ferreira da Silva Filho, de 25, se negaram a responder às perguntas feitas pela imprensa na 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá. Segundo a Polícia Civil, Matos, que tem antecedentes por furto e roubo, estuprou a garota de 11 anos e a tia dela, Rosimeire Oliveira de Souza, bem como acabou matando Rosimeire por esganadura. Rosimeire havia chegado um dia antes de Campo Grande (MS), para visitar a mãe. Silva Filho, com passagens por receptação e roubo, teria dado cobertura ao comparsa, vigiando a dona da residência, uma dona de casa de 57 anos que foi agredida. Ao serem questionados a respeito dos crimes, os dois detidos disseram que já tinham prestado depoimento ao delegado, e somente vão se pronunciar perante o juiz. O delegado ­chefe de Maringá, Osmir Ferreira Neves, classificou o crime como "bárbaro e cruel", e frisou que o resultado do sucesso da elucidação se deu pelo trabalho conjunto entre as polícias Civil, Militar e Federal. O retrato falado confeccionado pela Polícia Federal foi imprescindível para a prisão dos acusados. Já o delegado que comandou as investigações, Reginaldo Caetano da Silva, destacou o trabalho do Departamento de Inteligência do Paraná (Diep) da Polícia Civil, e ressaltou que Matos já estava identificado quando foi preso em Paranavaí (a 77 quilômetros de Maringá). A família dele já havia reconhecido a camiseta preta deixada no local do crime, e os policiais estavam tentando encontrá ­lo. Além dos delegados, o capitão Cardoso, da Polícia Militar, também acompanhou a coletiva. Matos foi preso após praticar um furto em uma das lojas da estação rodoviária de Paranavaí. Imagens das câmeras de segurança do local ajudaram a identificá ­lo, e o proprietário também o viu durante a fuga. Ao ser detido, um dos policiais notou a semelhança com o retrato falado do crime de Sarandi e deu o alerta. O delegado foi acionado, e levou uma equipe da Polícia Civil sarandiense para Paranavaí. Ao ser questionado, Matos negou, por horas a fio, o envolvimento naquela situação. Entretanto, confessou que esteve na casa da avó, em Sarandi, na tarde de quarta ­feira (20). A polícia confirmou, porém, que o acusado é morador de Sarandi, e fugiu para Paranavaí depois de cometer os estupros e roubo. O celular das vítimas tinha sido usado para pagar diárias de hotel. A hipótese do envolvimento de um terceiro indivíduo não está descartada devido aos depoimentos das vítimas. Os detidos alegam que foram só os dois. Como as investigações não cessaram, os dois foram autuados em flagrante por roubo agravado, estupro com resultado em morte e estupro de vulnerável. Somadas, as penas podem passar de 30 anos de reclusão.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

SONHO DA CASA PRÓPRIA EM PAIÇANDU SERÁ REALIDADE, MAS PROCESSO É BEM LENTOI

Imagem Ilustrativa
Muitos leitores do Blog enviaram  nos últimos dois dias comentários em forma de perguntas. A principal delas é com relação aos valores dos imoveis. Para esclarecimento até mesmo que geral da população, temos as seguintes informações. Essa primeira etapa que envolve a retirada de senhas para que se possa fazer o cadastro é apenas uma parte da sequencia longa deste projeto. As inscrições servirão como base para que a Cohapar possa ter acesso ao deficit habitacional existente no município. Somente após essa parte é que o processo começa a ser finalizado e assim as informações são repassadas para a Caixa Econômica Federal. Depois saberemos os valores do financiamento destas casas populares. Esta etapa leva em torno de doze meses. De posse de todos os cadastros a Caixa ira analisar todos os documentos, não havendo restrições será aprovado. Mas ter o cadastro aprovado não significa ter uma casa liberada. Mas é preciso deixar bem claro que esse processo possui uma serie de tramitações burocráticas e é preciso paciência para que o sonho da tão sonhada casa popular se torne realidade.