GONÇALVES

GONÇALVES
ODONTOLOGIA

PANIFICADORA

PANIFICADORA
ITALIANA

ADVOCACIA

ADVOCACIA
DR. MARCELO HONÓRIO

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

AUMENTA BRIGA PELA PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DE PAIÇANDU


QUEM SERÁ O NOVO PRESIDENTE DA CÂMARA DE PAIÇANDU?


Se o PT não cumprir o compromisso que fez com o vereador Benito Moreno, a briga pela presidência da Câmara pretende ser acirrada as véspera de acontecer a votação. Já noticiamos aqui anteriormente que o acordo politico feito para que Benito Moreno se torne o segundo presidente da Câmara já furou, ocorre que muita água ainda pode passar em baixo da ponte. Mas em se tratando de conduzir o segundo poder municipal os interesses devem prevalecer e um racha dentro do grupo petista pode ser inevitável. Antonio Araujo ( Toninho do PT) é cotado para ocupar a vaga que hoje pertence a Diego Sanches, o mesmo teria o apoio do atual presidente e até mesmo do prefeito Tarcísio Marques dos Reis. Por outro lado Luizinho do Canada também gostaria de ocupar a chefia do legislativo, mas esse não teria apoio do atual presidente, em contrapartida pode  ter o apoio do prefeito, já que todos os vereadores Luizinho do Canada é considerado pelo grupo petista, o homem forte do prefeito na Câmara Municipal. Mas como se tudo isso não bastasse ainda corre por fora uma possível disputa do vereador Osvaldo Marinho. Esse que segundo informações extra oficiais caso o PT não cumpra o compromisso com o vereador Benito Moreno, pretende lançar chapa e concorrer a presidência. Osvaldo Marinho não teria o apoio do presidente da Câmara Diego Sanches nem mesmo do prefeito Tarcísio Marques dos Reis, porem pode ser agregado ao grupo de Benito Moreno junto há outros três vereadores. Nessa dança das  cadeiras sobre quem será o novo presidente da Câmara muita coisa pode acontecer ainda o difícil é saber que decisão irão tomar.        



 

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O QUE É A REDE MÃE PARANAENSE

sa
Rede Mãe Paranaense propõe a organização da atenção materno-infantil nas ações do pré-natal e puerpério e o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento das crianças, em especial no seu primeiro ano de vida.

É um conjunto de ações que envolve a captação precoce da gestante, o seu acompanhamento no pré-natal, com no mínimo 7 consultas, a realização de 17 exames, a classificação de risco das gestantes e das crianças, a garantia de ambulatório especializado para as gestantes e crianças de risco, a garantia do parto por meio de um sistema de vinculação ao hospital conforme o risco gestacional.

Componentes da Rede Mãe Paranaense

Uma rede de atenção se consolida a partir da implantação dos seus cinco componentes. Por isso o Governo do Paraná está investindo na Rede Mãe Paranaense com as seguintes ações:

1. A atenção primária organizada em todos os 399 municípios do Paraná é pressuposto para a implantação da Rede Mãe Paranaense. Por meio do Programa APSUS, de qualificação da Atenção Primária à Saúde em todos os municípios, o Governo do Estado está alocando recursos financeiros para:

• Melhoria da estrutura dos serviços de Atenção Primária à Saúde – APS, investindo na construção, reforma, ampliação e equipamentos para as Unidades Básicas de Saúde (UBS).

• Incentivo financeiro para os municípios.

• A implantação da segunda opinião e o telessaúde para apoiar os profissionais das equipes de APS.

• Ampliar as ações na área de saúde bucal, em especial à gestante e à criança.

• Apoiar os municípios para a realização do acompanhamento das crianças de risco até um ano de vida.

2. Na atenção secundária e terciária:

• A implantação dos ambulatórios para atendimento da gestante e criança de risco nas 22 regiões de saúde do Estado, por meio doCOMSUS, programa estadual de apoio aos Consórcios Intermunicipais de Saúde.

• A garantia da referência hospitalar para a realização do parto de modo seguro e solidário, o mais natural possível, de acordo com o grau de risco da gestante, por meio de um sistema de vinculação da gestante, organizado via HOSPSUS, programa de qualificação dos hospitais públicos e filantrópicos do SUS do Paraná.

• A alocação de recursos para a ampliação de leitos de UTI adulto, neonatal e pediátrica, bancos de leite humano, e a melhoria das condições das salas de parto nos hospitais vinculados.

• Instituir o incentivo de qualidade do parto para os hospitais que atendem os critérios para uma adequada atenção ao parto.

3. Os sistemas de apoio diagnóstico e terapêutico (tratamentos).

• A garantia dos exames de pré-natal e do acompanhamento da criança.

• Viabilizar os insumos necessários para o funcionamento da Rede de Atenção Materno Infantil.

4. Os sistemas logísticos: cartão SUS, Sisprenatal (Sistema de Informação do Pré-natal e Nascimento), prontuário (carteira da criança e da gestante), transporte sanitário eletivo e de urgência, e a regulação do sistema.

• Padronizar a utilização da carteira da gestante e da criança em todo o Estado.

• Disponibilizar a carteira da gestante e da criança para os municípios.

• Implementar transporte sanitário eletivo e de urgência para gestantes e crianças de risco menores de um ano.

5. O sistema de governança da rede, por meio das Comissões Intergestores Bipartites – CIB Regionais.

• Implantar o sistema de monitoramento da Rede Mãe Paranaense em todas as regiões de saúde do Estado.

• Qualificar os profissionais que atuam nos pontos de atenção da rede por meio de programas de educação permanente.

A quem se dirige a Rede Mãe Paranaense

O público alvo são as mulheres em idade fértil e crianças menores de 1 ano de idade, o que, segundo dados do IBGE/2010, representa uma população de 177.557 mulheres e, de acordo com dados do SINASC (Sistema Nacional de Nascidos Vivos), 152.350 nascidos vivos no estado do Paraná no ano de 2011.

Embora a Rede Mãe Paranaense tenha como público alvo as mulheres e crianças, é importante destacar que ações implantadas deverão promover a qualidade de vida de toda a Família Paranaense.

DILMA ROUSSEFF TEVE MAIS VOTOS NO SUL/SUDESTE DO QUE NO NORTE/NORDESTE

A matemática é exata e não deixa falhas. Muito fala-se de que o Brasil ficou dividido com o resultado da ultima eleição, há bem da verdade é que a região sul/sudeste sempre teve um apreço pela politica do PSDB, razão essa pela qual em toda a eleição presidencial os  candidatos desta sigla são os mais votados. Mas é preciso ressaltar que se formos contabilizar os votos obtidos por Dilma Rousseff na região Norte e Nordeste serão bem menos que os votos que ela obteve na região Sul e Sudeste. Antes de qualquer analise sistemática faça a coisa certa  para não sair por ai dizendo que a culpa esta no Norte ou Nordeste, os eleitores da região Sul/Sudeste em momento algum pode discordar do que mostra a matemática dos números, pois ela é exata. 

A matemática é exata 
SP - 36% para Dilma (8,5 milhões de votos)
MG - 52% para Dilma (6,0 milhões de votos)
RJ - 55% para Dilma (4,5 milhões de votos)
ES - 46% para Dilma (0,9 milhões de votos)
PR - 39% para Dilma (2,4 milhões de votos)
SC - 35% para Dilma (1,4 milhões de votos)
RS - 47% para Dilma (3,0 milhões de votos)
 Votos no Norte e Nordeste  (24,8 milhões) no Sul e Sudeste (26,7 milhões).      

Se mesmo assim você ainda não concorda com a vitória de Dilma Rousseff sugiro que faça uma 
reflexão sobre seus conceitos políticos.  

HÁ QUATRO ANOS NÃO NASCE UMA CRIANÇA EM PAIÇANDU

Os números ainda não são oficiais, mas tudo indica que já estamos próximos desta marca negativa. Durante a gestão Vladão os partos já haviam parado nos últimos dois anos de mandato e agora perto dos fim da primeira metade da gestão do prefeito Tarcísio Marques dos Reis, infelizmente entramos para uma estatística bem negativa. O Hospital São José que em anos anteriores recebia gestantes de varias regiões, hoje não realiza nem um tipo de cirurgia. O pronto atendimento foi reaberto, mas o setor cirúrgico continua interditado sem previsão de reabertura. Embora circulam rumores sobre sua possível reabertura, tudo não passa de especulações. Para que seja reaberto o setor cirúrgico e o Hospital volte a realizar cirurgias ainda é necessário uma serie de mudanças e ao final de tudo  o município ainda terá que se cadastrar no Programa Mãe Paranaense do Governo do Estado. Ou seja, pelo andar da carruagem desta administração será difícil vermos um nascimento novamente em Paiçandu.            

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

NO DUELO DOS GOVERNOS DE FHC E LULA DEU A LOGICA

Neste Domingo encerrou-se uma das mais bem concorridas disputas eleitorais de todos os tempos, talvez pela fragilidade em que se encontra o atual governo, abriu-se um leque para que as criticas se propagassem em todos os canais de comunicação. Porem em boa parte do tempo o que era mostrado aos eleitores não eram propostas. De um lado o PSDB tentava mostrar para o Brasil que o governo falhou em seu plano de governo, não adiantou, mas talvez por terem optado pela forma errada de  fazer isso. Do outro lado um governo que do inicio ao fim, fez questão colocar para os eleitores os modelos de governo que estavam em jogo, Fernando Henrique Cardozo do PSDB que governo o Brasil por oito anos: De 1994 a 1997 e 1998 a 2002 e Luiz Inácio Lula da Silva, Presidente de 2003 a 2010. FHC não conseguiu eleger seu sucessor, na época o então Ministro da Saúde José Serra, que foi massacrado  por Luis Inácio Lula da Silva, na busca de sua primeira vitoria. Em seu segundo mandato o oponente de Lula foi Geraldo Alkmin também do PSDB, mas uma vez Lula saiu vencedor se igualando a FHC com dois mandatos consecutivos. Mas o governo de Lula foi tão expressivo que nem mesmo as piores criticas fizeram com que ele não lançasse sua sucessora, na ocasião a então Ministra Dilma Rousseff, que começou as eleições com 3% nas pesquisas, seu adversário José Serra PSDB. Vivemos em um pais democrático onde as pessoas tem o direitos de ir e vir e decidir da maneira que achar mais conveniente. Temos que respeitar a decisão tomada pela maioria daqueles que se propuseram  ir as urnas e esses preferiram o modelo de governo de Luiz Inácio Lula da Silva PT e não o de Fernando Henrique Cardozo PSDB. Mas fica aqui um alerta para todos aqueles que pretendem pleitear um cargo publico. Existe uma grande diferença entre falar mau e dizer que alguém não fez isso ou aquilo. Nesta eleição tanto o PSDB como do PT faltou a apresentação de mais propostas, o que vimos foi o duelo de um que acusava e de outro que se defendia, venceu o que se defendeu. Mas se Aécio é tão bom como mostrado em seu horário eleitoral, como explicar sua vexatória derrota dentro do estado que governou por oito anos ? Vale  lembrar também que em 2010 no auge de seu segundo mandato como governador  Aécio Neves também foi derrotado dentro de seu estado ao não conseguir fazer José Serra o mais votado em Minas Gerais a então candidata pela primeira vez Dilma Rousseff ficou na frente tanto no primeiro turno como no segundo, tendo como principal cabo eleitoral o então prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel, hoje Governador de Minas Gerais, eleito no primeiro turno esse ano vencendo o candidato de Aécio Neves em sua terra natal.                               

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

APÓS OFENDER AS MULHERES USANDO O TERMO LEVIANA, AÉCIO NEVES DESPENCA NAS PESQUISAS ENTRES AS MULHERES

Após ofensas Aécio despencou nas pesquisas
entre as mulheres
Nem todas as pessoas sabe o significado da palavra Leviana, aquelas que sentiram ofendidas pelas palavras do candidato Aécio se irritaram e muito e as que não sabiam o que quer dizer a palavra procuraram no dicionário. Para facilitar para alguns segue abaixo o que quer a palavra que o candidato do PSDB fez questão de dizer para a candidata Luciana Genro e Dilma Rulsseff.  



O que é Leviano: Leviano significa imprudente, sem seriedade. É um adjetivo que qualifica o indivíduo que age precipitadamente, e que não tem consideração com o outro. Leviano é aquele que expressa opinião sem ter certeza do que está informando, e também não domina o assunto. Ser leviano é proceder sem bases verdadeiras, é ser hipócrita, maldoso e irresponsável, é aquele que tem comportamento volúvel, que age com insensatez. O indivíduo leviano é uma pessoa fútil, medíocre, não tem noção do que é prudência, sabedoria e ponderação, transmitindo a imagem de pessoa irresponsável. No contexto amoroso, leviano se refere à pessoa que não tem sentimentos, que muda de compromisso com frequência.

EM NOSSA CÂMARA DE VEREADORES TODOS DIZEM: " AMEM TARCÍSIO "


VEREADORES DIZEM AMEM

ASSISTAM E TIREM SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES