DEPUTADO FEDERAL

DEPUTADO FEDERAL
EDMAR ARRUDA

JAPURA

JAPURA
ACABAMENTOS

23/03/2017

AÇÃO POLITICA DE MAIA E EXTRABOM GARANTE VIATURA PARA A POLICIA MILITAR DE PAIÇANDU


Felipe Maia, Tenente Jeferson e Extrabom
Sempre frisamos aqui no Blog que o que difere um politico do outro são suas ações politicas. É sempre bom lembrar que existe uma diferença enorme em fazer politica e politicagem. O atual presidente da Câmara NILSON EXTRABOM e o Vereador FELIPE MAIA, mesmo sendo novos na politica, ao que tudo indica já assimilaram muito bem o que são essas duas coisas. No inicio desta gestão, ambos estiveram em Curitiba na Assembléia Legislativa em visita ao gabinete do Deputado Estadual Mauro Moraes. Após conversas onde relataram a preocupante situação de nossa segurança, ambos foram atendidos e o deputado se comprometeu em destinar para Paiçandu uma viatura para a Policia Militar. Hoje as 9:00 horas da manha em cerimonia realizada no Centro de Eventos, o Deputado Mauro Moraes realizou a entrega de 11 viaturas para a região e Paiçandu foi beneficiada por um dos veículos. Em rápidas palavras o Presidente da Câmara agradeceu o deputado e disse estar contente com sua postura em honrar o compromisso firmado. O vereador Felipe Maia, também salientou a importância desta viatura para Paiçandu e disse que o momento é delicado em se tratando de SEGURANÇA PÚBLICA.

video



video



video

22/03/2017

DA SALA DE AULA A PREFEITO MAIS VOTADO DA HISTÓRIA DE PAIÇANDU

Tarcísio Marques o Diretor
·      Quando o professor Tarcísio Marques dos Reis descobriu um tumor na próstata, há seis anos, ele tinha consciência de que não iria morrer. Sabia, sim, que o câncer de próstata era uma das principais causas de morte entre homens no País, mas estava convencido que aquele inesperado capítulo de sua biografia não encerraria, tragicamente, a sua história. Fez a cirurgia aconselhada pelo médico maringaense José Francisco da Silveira e mudou de vida. Abandonou as carnes gordas, despediu-se das frituras e deixou de preparar os fartos jantares em casa. A nova rotina alimentar deu espaço a verduras, frutas, produtos orgânicos, carnes magras, refeições leves à noite. As mudanças no cardápio marcavam o surgimento de novas posturas: um Tarcísio mais tolerante e paciente, um homem que encara constantemente o passado buscando forças para enfrentar os próximos dias. Em 2011, o câncer não o matou, mas o transformou radicalmente. Aquele era o tempo das mudanças pessoais, de um Tarcísio que tentava controlar a hiperatividade e buscava mais calma e serenidade. Era o tempo em que Paiçandu vivia dias turbulentos, com figuras políticas ostentando altíssimos índices de rejeição. "Aquele foi o melhor dos tempos, foi o pior dos tempos": a famosa frase de Dickens parecia ecoar pelas ruas de Paiçandu e, quando se deu conta, Tarcísio, um novo homem, era sondado para disputar a prefeitura da cidade. Os convites surgiram discretos. Um amigo, depois outro, mais outro, um papo nas ruas e no corredor, todos passaram a pressioná-lo, gentilmente, com incentivos e elogios. Formado em Estudos Sociais (1985) e Psicologia (1990) pela UEM, Tarcísio também havia concluído, a distância, o curso de História. Tinha o perfil ideal para virar político. Os amigos lembravam que o colégio estadual Vercindes dos Reis, que ele que ajudou a fundar em 2000 e que leva o nome de sua mãe, era um exemplo de administração bem-sucedida. Trabalhando por lá como professor e diretor da instituição, ouvia com frequência o incentivo dos amigos: "Quem cuida assim de um colégio, certamente fará uma ótima administração na cidade". "Nunca esteve nos meus planos ser prefeito", revela Tarcísio, no pátio do colégio, com uma voz serena. Ele tem uma boa voz, ideal para entoar bossa nova, e talvez por isso seja um pouco difícil imaginá-lo furioso. Tarcísio tem a calma que os grandes professores trazem na ponta da língua. Gosta de falar com gestos tranquilos, com as mãos desenhando no ar garranchos incompreensíveis. M as essa calma, ele diz, tem seu limite. "Se alguém não cumpre o combinado, eu fico furioso", comenta. O prefeito de Paiçandu veste calça jeans azul escura, sapato preto e camisa azul da Tommy Hilfiger com listras brancas. Um anel prateado, um relógio de modelo esportivo e um óculos Ray-Ban de aros negros e ligeiramente espessos dão a Tarcísio um ar urbano. Ele só troca esse estilo quando sai de segunda a sexta, por volta das seis da manhã, para malhar na academia da cidade ou para correr, três dias por semana, entre as ruas do bairro Maria Fernanda, em volta da Praça da Matriz ou nas areias do complexo esportivo do Centro. Maringá também está no roteiro esportivo de Tarcísio, que chega acorrer três voltas no Parque do Ingá. Quando encarna o atleta, tira do armário o shorts preto, o tênis laranja e as camisetas "dry fit" coloridas. "Liberar endorfinas é ótimo. Correr faz com que eu me sinta muito bem." A paixão pelo atletismo é tanta que ele já encarou duas vezes a São Silvestre. Em 2007 e 2008, concluiu as provas mais ou menos no mesmo tempo, 1h18, alcançando a 500ª posição entre os atletas de sua faixa etária. "Sabe qual é a pior parte dela? Todos dizem que é a subida da Brigadeiro Luís Antônio, mas ruim mesmo é a largada. É muita gente, você não consegue imprimir velocidade, e durante uns quinze minutos você é obrigado a caminhar o trajeto da prova." Tarcísio vive correndo, mas não é muito chegado em caminhadas. Embora more a um quilômetro e meio de distância da prefeitura, ele faz questão de ir ao trabalho, diariamente, a bordo do carro oficial, um Cruze, guiado por um motorista. "Dentro do carro, já começo a trabalhar: troco mensagens pelo telefone, dou ordens, não conseguiria fazer essas coisas se estivesse dirigindo", diz, acrescentando que faz o trajeto com os vidros fumês escancarados. "Gosto de dar um tchau para o pessoal, ficar mais perto do povo", diz o prefeito. Tarcísio, que completa 57 anos daqui a dois meses, leva uma vida sem excessos. Lembra com carinho das noitadas maringaenses no Clube da Esquina, no Stop Bar e no Chaplin, bebericando cervejas de 600 ml, da porção de frango "super-crocante" do Balaio de Frango, mas hoje já não sai no mesmo ritmo dos trinta e poucos anos. "E o Car Wash, hein?! Que pena", lamenta, cheio de elogios aos músicos e aos acepipes do bar maringaense. Se quer ouvir MPB e curtir a noite paiçanduense, Tarcísio segue para a Lanchonete Vasselai, onde músicos locais executam seu estilo favorito. "Sou fã de Maria Bethânia, Gal, Caetano", diz. Nessas noites de canções, nada de exageros: "Volto cedo. Gosto de dormir e acordar bem, de ter o corpo e a mente sempre muito bem". Filho de agricultores, Tarcísio tem mais quatro irmãos. Quando pequenos, corriam pelo Centro oferecendo alface, ervilha, quiabo, ovo caipira: tudo o que vinha da chácara da família, então localizada a 1 km da cidade, acabava nos almoços e jantares da população de Paiçandu. "A gente conseguia vender tudo. Éramos bons. Acho que devíamos fazer uns R$ 50 por dia", contabiliza, rindo das proezas comerciais dos tempos passados. Com exceção de Tarcísio, todos os outros irmãos continuaram no caminho do comércio. O universo da política surgiu apenas para Tarcísio, num momento conturbado e inesperado de sua vida, missão que ele parece cumprir com rigor e determinação. Fonte Jornal o Diário
Tarcísio Marques Prefeito

ROTAM, MAIS SEGURANÇA PARA PAIÇANDU: GRANDE CONQUISTA PARA A CIDADE DIZ CARLOS DA BAND

Prefeito Tarcisio,  Coronel Padilha e Carlos da Band
O prefeito Tarcísio Marques dos Reis, esteve hoje dia 22 com o Coronel Padilha e com o vereador Carlos Fenille PP. Em pauta o assunto era sobre a questão da Segurança Municipal. Paiçandu vai ganhar daqui 60 dias uma equipe da ROTAM. A contrapartida da prefeitura será o fornecimento do veículo que vai ser utilizado pelo efetivo. O vereador salienta que a aquisição deste automóvel será através de sobra de repasses da Câmara Municipal. A finalidade deste efetivo é dar suporte em situações consideradas graves na cidade. Hoje Paiçandu está enfrentando uma serie de problemas graves, inúmeros assaltos, arrombamentos e vários assassinatos, alguns ainda sob investigação da Policia Civil. Outro fator grave é com relação as unidades presidiarias na divisa de Paiçandu com Maringá. Apesar das contestações, a violência aumentou sim, em Paiçandu com a vinda destes presídios. Para Carlos da Band, a vinda da ROTAM vai proporcionar um certo alivio para a comunidade uma vez que esse efetivo é visto com bastante respeito pela forma ao qual realiza suas abordagens.
ROTAM, foto ilustrativa

CARLOS ITAIPU REALIZA TRABALHOS EM PROL DE TODOS OS BAIRROS

Matéria publicada no
Jornal Imprensa Regional
O vereador CARLOS ITAIPU (PTN) assim que iniciou seu mandato na Câmara Municipal de Paiçandu, deu inicio há uma serie de trabalhos voltados para a população de vários bairros da cidade. Ocorre que CARLOS ITAIPU, sempre teve uma ligação com a comunidade por conta das atividades como PRESIDENTE DE BAIRROS. A população dos JARDINS, ITAIPU 1 E 2 e MONTE CARMELO, já conhecem bem os trabalhos desenvolvidos por ele. Dentre os pontos positivos que levaram CARLOS ITAIPU a se eleger vereador estão: Um trabalho de dedicação como PRESIDENTE DE BAIRROS destas comunidades e a propositura de trabalhar por um todo na CÂMARA DE VEREADORES.  CARLOS também é um dos responsáveis direto pela iniciativa de se criar o ASFALTO COMUNITÁRIO NOS JARDINS ITAIPU 1 E 2. Foram meses de conversas com os moradores, diálogos importantes para se chegar há um acordo onde maioria da comunidade na região concordassem com o que fosse estabelecido. O PROJETO para PAVIMENTAÇÃO ASFALTICA destes BAIRROS, é inclusive uma das prioridades do atual GOVERNO. O vereador está sempre conversando com os moradores dos JARDINS ITAIPU 1 E 2 sobre como anda O PROJETO DO ASFALTO COMUNITÁRIO, recolhe assinaturas, tira duvidas dos moradores e mantem contato frequente com os responsáveis pela parte burocrática do PROJETO. A LIMPEZA, da cidade é outro fator que para CARLOS ITAIPU, é visto com prioridade. Uma atividade que ele sempre desenvolveu como PRESIDENTE DE BAIRRO, e dar continuidade a ela como VEREADOR foi apenas consequência do que pretende realizar como representante da população. Outro departamento que CARLOS ITAIPU, pretende dar uma atenção é o ESPORTE, para o vereador existe uma carência muito grande dentro desta área e o mesmo irá dentro do possível solicitar melhorias para que o sistema esportivo funcione com mais recursos, comodidade e praticidade para todos os desportistas. CARLOS ITAIPU, está convicto que ver as suas ações se tornando realidade não é uma tarefa fácil, mas diz que o mais importante ira fazer que é solicitar e exigir do EXECUTIVO, as devidas benfeitorias que estiverem a altura da ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Claudionor do Amaral: Assessoria e Comunicação

21/03/2017

FALECEU O PIONEIRO MODESTO MORDEGAN

A mais de trinta anos, em todas as manhas, um simples comercio localizado entre a avenida ivai e rua pitangui chamava a atenção, BAR DO MODESTO, como ficou conhecido ao longo do tempo. Nas primeiras horas da manha lá estava seu MODESTO, de prontidão para atender seus clientes, mas hoje o BAR não será aberto, depois de travar uma luta pela vida ele foi vencido e o senhor MODESTO MORDEGAN, nos deixou. Para todos que frequentavam o local ou até mesmo pegavam o ônibus em frente do seu estabelecimento, o dia amanheceu triste. O velório está sendo realizado na Capela do Prever desde as 7:30 de hoje. Nossos sentimentos a toda família.

MODESTO MORDEGAN
30/09/1947 a 21/03/2017

18/03/2017

TRÊS MORTES EM ÚNICO ACIDENTE EM NOSSO PERÍMETRO URBANO ISSO É INACEITÁVEL

Leticia e Robson
vitimas de nosso transito
No último final de semana, uma tragédia chocou toda cidade, um acidente envolvendo uma motocicleta e um veiculo Monza ceifou a vida de três pessoas. A jovem Leticia Soares Pavoni que estava gravida morreu no impacto da batida, o bebe ao qual estava esperando ainda resistiu por alguns dias mas também veio a óbito. E nessa Sexta Feira o condutor da motocicleta, Robson Eduardo de 34 anos também não resistiu aos ferimentos e veio a falecer. O que chama a atenção é a gravidade do acidente em pleno perímetro urbano. IMPRUDÊNCIA, FATALIDADE, agora, chegar a conclusão do real motivo, não vai trazer essas vidas de volta. Mas que sirva mais uma vez  de alerta a  todos os motoristas, sejam de automóveis ou motocicletas, todo cuidado é pouco. Três vidas se foram em um único acidente que poderia ter sido evitado. RESPEITE O TRANSITO, RESPEITE A PREFERENCIAL, RESPEITE A SUA VIDA E A VIDA DOS OUTROS.

AGORA TEREMOS QUE PENSAR MAIS AINDA PARA COMPRAR CARNE E A CULPA É DOS POLÍTICOS CORRUPTOS

Mercado da carne brasileira em queda
Em entrevista exclusiva neste sábado (18), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento minimizou as fraudes no mercado da carne em todo Brasil descoberto em uma ação da Polícia Federal (PF), que teria atingido apenas uma pequena porcentagem da produção, com adulteração e venda de carne vencida, uso irregular de carne de porco e até de papelão na confecção de produtos alimentícios. Ao mesmo tempo, Blairo Maggi reconheceu que "voltamos dez casinhas para trás" e que "não será uma tarefa fácil" recuperar a imagem do Brasil no mercado internacional. Nesta sexta (17) em que foi deflagrada essa que foi considerada "a maior operação da história da PF", as ações na Ibovespa das gigantes JBS e BRF, supostamente envolvidas nas fraudes, caíram 10,59% e 7,25% respectivamente, uma perda bilionária de valor das empresas frigoríficas. "Nós temos um sistema importante, robusto, porém comandado por pessoas. E quando uma pessoa se corrompe numa linha dessa, infelizmente o Brasil inteiro paga uma conta, não são só os produtores, tem a imagem do País, a desconfiança inclusive dos consumidores internos", reconheceu Maggi.